Futuras

05.06 – 15.08.2021

ATRAVESSAR A FRONTEIRA
Os novos babilónios: Porto
PEDRO G. ROMERO

O conceito ‘Novos babilónios’ foi desenvolvido por Guy Debord, Constant Nieuwenhuys, Har Oudejans e Pinot‑Gallizio a partir do projeto situacionista New Babylon e está relacionado com algumas das ideias fundamentais que informaram o movimento – como a psicogeografia, a deriva, o urbanismo unitário. É a partir deste conceito que o artista e curador Pedro G. Romero propõe para a Galeria Municipal do Porto um exercício de questionamento da nossa perceção das vidas de grupos nómadas, etnias ciganas, flamencos e exilados libertários.
A exposição constitui uma análise ao campo sensível destas formas de vida com um foco particular nos seus deslocamentos pela América, África e outros arquipélagos atlânticos. A cidade do Porto atua como geografia de partida para uma indagação de rotas, fluxos e derivas destes ‘novos babilónios’ a partir do contexto português e seus territórios fronteiriços.
Um projeto de:
Pedro G. Romero

Imagem:
Fotograma de Acácio de Almeida para o filme Continuar a Viver ou Os Índios da Meia‑Praia de António da Cunha Telles, 1977.
Cortesia de António da Cunha Telles

Assine a nossa newsletter