Colectivos Pláka
Os Programas Públicos da GMP estão associados aos cursos Colectivos Pláka – grupos de reflexão e produção de pensamento sobre temas relevantes para a arte contemporânea e a prática artística. O objetivo central deste projeto é exponenciar as oportunidades de discussão, no contexto cultural da cidade, ao trazer artistas e investigadores nacionais ou internacionais a partilhar o conhecimento nos campos disciplinares onde atuam.

10.05

ALIANÇAS – Desejos compulsivos: Sessão Pública #3

O primeiro curso do programa Colectivos Pláka deste ano – Desejos compulsivos: a extração de lítio, o crescimento ilimitado e a auto-otimização – integra um conjunto de sessões públicas de acesso gratuito no Hotelier (R. de Anselmo Braancamp 324), que serão também transmitidas online na página de Facebook da GMP e AQUI.

Terça-feira, 10.5
ALIANÇAS

18h00
Sonhos de lítio, por Godofredo Pereira

19h00
Natureza, mas não só, por Marisol de la Cadena

Conversa com Marina Otero Verzier e Marisol de La Cadena e Godofredo Pereira


Sessões públicas de entrada livre, sujeita à lotação da sala. Mais informações em plaka.porto.pt.
 

08.05

COMPORTAMENTOS MANÍACOS – Desejos compulsivos: Sessão Pública #2

 O primeiro curso do programa Colectivos Pláka deste ano – Desejos compulsivos: a extração de lítio, o crescimento ilimitado e a auto-otimização – integra um conjunto de sessões públicas de acesso gratuito no Hotelier (R. de Anselmo Braancamp 324), que serão também transmitidas online na página de Facebook da GMP e AQUI.

Domingo, 8.05
COMPORTAMENTOS MANÍACOS

17h30
Zonas termais e mineiras, por Anastasia Kubrak

O direito à loucura
, por Susana Caló

Conversa com Marina Otero Verzier, Anastasia Kubrak e Susana Caló


Sessão públicas de entrada livre, sujeita à lotação da sala. Mais informações em plaka.porto.pt.
 

07.05

SONHOS DE ENERGIA – Desejos compulsivos: Sessão Pública #1

O primeiro curso do programa Colectivos Pláka deste ano – Desejos compulsivos: a extração de lítio, o crescimento ilimitado e a auto-otimização – integra um conjunto de sessões públicas de acesso gratuito no Hotelier (R. de Anselmo Braancamp 324), que serão também transmitidas online na página de Facebook da GMP e AQUI.

Sábado, 7.05
SONHOS DE ENERGIA

17h30 
Epistemologias da energia, por Michael Marder

19h00 
Estados de exaustão, por Marina Otero Verzier

Sessão pública de entrada livre, sujeita à lotação da sala. Mais informações em plaka.porto.pt.
 

06.05

Desejos compulsivos: a extração de lítio, o crescimento ilimitado e a auto-otimização

Propondo um entendimento alternativo das noções de energia, progresso e vida plena, a arquiteta e investigadora Marina Otero Verzier propôe o curso “Desejos compulsivos: a extração de lítio, o crescimento ilimitado e a auto-otimização”, centrada no lítio e no seu múltiplo papel como estabilizador do humor e combustível na chamada transição para uma energia verde. Com uma duração de cinco dias, os participantes terão a oportunidade de conhecer os planos em andamento para iniciar a extração de lítio no Norte de Portugal e suas implicações na degradação de ecossistemas inteiros, através de visitas a minas e a banhos termais públicos de águas terapêuticas mineralizadas. Ao longo desse período, entrarão em contacto com vários ativistas e representantes de movimentos nacionais e internacionais de contestação à extração mineira e defesa dos lugares — incluindo o “Movimento Não às Minas” de Montalegre, “Unidos em Defesa de Covas do Barroso” e “SOS Serra d’Arga” —, que irão relatar as suas lutas e experiências em disputas legais e ambientais e as suas formas de ação. 
 
Em conjunto com convidados locais e estrangeiros, com trabalho em diferentes disciplinas, o grupo envolver-se-á em práticas colaborativas e abertas.
Programa completo aqui

Tutores:
Marina Otero Verzier
 
Com
Marisol de la Cadena
Susana Caló
Anastasia Kubrak
Michael Marder
Godofredo Pereira

Local:
Hotelier (R. de Anselmo Braancamp 324)
 
Preço: 
50€
 
Limitado a 30 participantes, as inscrições devem ser efetuadas através do envio de um e-mail para para plaka@agoraporto.pt com as seguintes informações: Nome; Idade; Profissão ou ocupação; Número de telefone; Carta de Motivação e CV Abreviado (até 3.000 caracteres, com espaços, em Inglês ou Português). A seleção dos participantes será feita pela organizadora do curso.

As sessões serão conduzidas em língua inglesa.
 

5 – 8 de dezembro de 2019

Love and Garbage

A arquitetura contemporânea, entre muitas outras coisas, é um exercício logístico demorado e preciso na reformulação de valor para maximizar o lucro. Os processos que produzem o edificado da nossa envolvente são tipicamente sistematizados, formal e estritamente hierárquicos, estruturas adequadas ao controlo e divisão social. Trabalhar de forma cooperativa oferece uma alternativa, onde existe a possibilidade real de solidariedade mútua e envolvimento na experiência e conhecimento de outros. Mas como trabalhar de forma cooperativa na cidade, quando as estruturas que as geram e governam se baseiam numa lógica quase diametralmente oposta?

O coletivo Assemble e um pequeno grupo de seus amigos, colaboradores e cúmplices propõe aos participantes quatro dias de trabalho conjunto. Partindo em cada dia de uma série de leituras breves e processos corporais e materiais sustentados, o trabalho em conjunto será usado como um espaço para lançar a discussão de ideias e preocupações partilhadas, que têm atravessado as correntes da prática do coletivo Assemble ao longo dos últimos dez anos.
Programa completo aqui

Tutores:
Assemble

Com:
Madelon Vriesendorp
Jasmine Padjak
Thomas Thwaites
Andrés Saenz de Sicilia
Richard Wentworth
Rainer Hehl
Jerszy Seymour

Instituto / Passos Manuel / Galeria Municipal do Porto

Fotografia:
Assemble

28 de setembro – 4 de outubro de 2019

Práticas Pós-Nostálgicas

Práticas Pós-Nostálgicas é um curso de cultura e pensamento crítico que olha a diversos lugares europeus que encerram histórias coletivas em desaparecimento para explorar a potência da investigação e intervenção curatorial e artística recentes. O curso apresenta diversas abordagens “pós-nostálgicas” de autores que se debruçam sobre espaços na Ucrânia, Polónia, Letónia, Lituânia e Espanha, para compreender como podem as práticas contemporâneas ler, intervir e ressignificar esses lugares, seja na sua relação com memórias do passado como, sobretudo, na redefinição de novas narrativas contemporâneas. Tentando ultrapassar as abordagens estritamente preservacionistas e conservadoras, olha-se a um local específico do Porto, a encosta do Freixo, caracterizada pela simultaneidade da história industrial e pela atual pressão dos interesses imobiliários sobre o edificado e o solo. O programa desdobra-se em conferências, caminhadas, workshops e noutras estratégias espaciais para compreender, e dialogar com, as problemáticas em causa.
Programa completo aqui

Tutores:
Aneta Szylak
Inês Moreira

Com:
Elena Lacruz
Jonas Žukauskas
Jorge Ricardo Pinto
Solvita Krese

Águas do Porto – Central Elevatória de Nova Sintra

Fotografia:
Central Termo Eléctrica Do Freixo (2009), Filomena Nascimento

10 – 13 de julho de 2019

The Time(s) of Contemporaneity 2: Descolonizando a Cultura

O curso The Time(s) of Contemporaneity 2: Descolonizando a Cultura, dando continuidade à edição anterior, reúne artistas e intelectuais para debater a relação entre arte, etnias, instituições e o legado do colonialismo. A descolonização será abordada no sentido mais amplo do termo: como reconhecimento dos legados coloniais na atualidade, como um sistema de repressão existente e como uma prática que afirma diferentes formas de conhecimento reprimido. Os oradores convidados irão explorar metodologias de descolonização em museus e galerias, modos de interagir criticamente com o passado colonial e como os feminismos do Terceiro Mundo usaram o socialismo revolucionário.
Programa completo aqui

Tutores:
Claire Bishop
Nuno Crespo

Com:
Dora García
Emanuel Lopes (Coletivo Cadjigue)
Filipa César
Françoise Vergès
Kader Attia
Marinho de Pina

Clube Fenianos Portuenses / Galeria Municipal do Porto

Assine a nossa newsletter