“Que horas são que horas: uma galeria de histórias” — Conversa #3

Na terceira conversa inserida no âmbito da exposição na GMP, o curador Paulo Mendes revela-nos o pensamento por detrás do desenho expositivo e como este dialoga com as memórias e a história das galerias no Porto. Numa estreita relação com o avanço artístico e galerístico da cidade, o curador convidou Nuno Centeno (Galeria Nuno Centeno) para falar do seu percurso e criação da galeria com o mesmo nome, considerada uma das mais relevantes no contexto atual português.

Parte do programa paralelo da exposição “Que horas são que horas: uma galeria de histórias”, com curadoria de José Maia, Paula Parente Pinto e Paulo Mendes, na Galeria Municipal do Porto.

17.12.2020 - 25.04.2021
(Vídeo: Sofia Arriscado)

Assine a nossa newsletter