Exodus
Exodus dá a conhecer o tecido artístico local do Porto, através de visitas guiadas a galerias, espaços de exposição e estúdios de artistas.

Direcionado a turmas do ensino secundário e superior, integra uma sessão de contextualização na escola e um percurso orientado por artistas, críticos de arte, galeristas ou curadores.

Para além dos convidados, a equipa ping! orienta também percursos Exodus para o público escolar. Para mais informações, escreva para galeriamunicipal@agoraporto.pt. 
galeria

ping! / escolas / 7 de junho

Percurso com Lola Rodrigues

O percurso Exodus orientado por Lola Rodrigues (SoundPreta) teve como intuito percorrer espaços de resistência, multiculturais e plurais que contam com a participação de artistas multidisciplinares e por onde circulam pessoas de diferentes núcleos, desde a música ao grafiti.
Grande parte dos espaços e dos ateliers selecionados para integrar este Exodus são geridos por imigrantes, sendo o fio condutor entre eles é o espaço de fala, da autogestão e a da construção coletiva.
 

Lola Rodrigues nasceu no Brasil em Curitiba, estuda e trabalha no Porto. Atualmente dedica o seu tempo ao mestrado de curadoria pela Universidade de Belas Artes do Porto e a trabalhos relacionados a curadoria e a música, tendo também um projeto musical chamado SoundPreta. Enquanto curadora, Lola tem um olhar e um interesse voltado para as artes visuais de artistas da Diáspora Africana e sua representatividade, como Dj, Lola incorpora o papel de contadora de histórias e para cada set prioriza músicas de artistas mulheres, negras e da comunidade LGBTQ+. É ativista política pertence à UNA - União NEGRA das Artes uma iniciativa, que surge no âmbito da luta antirracista e da afirmação da negritude em Portugal.
Direcionado ao público escolar.
 
Cada workshop é destinado a uma única turma.
 
galeria

ping! / escolas

Percurso com Pablo Berástegui

Com objetivo de dar a conhecer o lado mais a norte do Bonfim aos pings!, o percurso Exodus mostrou um bairro que se tem vindo a tornar lugar de residência e de trabalho para um número crescente de artistas. Este fluxo urbano, que cruza ruas como a da Alegria, Anselmo de Braamcamp ou Santos Pousada, é acompanhado pela abertura de novos projetos e espaços culturais independentes, mas não só. A visita deu a conhecer um conjunto de criadores e os seus projetos, que se materializam em escalas e estruturas diferenciadas, complementando e contribuindo para o bairro. 

Produtor cultural, Pablo Berástegui é diretor do projeto de fotografia documental Salut au monde!, com sede no Porto. Foi diretor do Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais PhotoEspaña. Foi também Diretor Geral de San Sebastián 2016 Capital Europeia da Cultura, Diretor de La noche en blanco de Madrid e responsável pelos espaços culturais Matadero Madrid e Centro Conde Duque (2013). Atualmente leciona nos cursos de gestão cultural e curadoria de diferentes faculdades em Espanha.
Direcionado ao público escolar.
 
Cada workshop é destinado a uma única turma.

Assine a nossa newsletter